---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Chef trentino-italiano Luigi Montibeller.

Publicado em 04/12/2018 às 08:14 - Atualizado em 04/12/2018 às 08:17

A Associação “Trentini nel Mondo” (sede em Trento – Itália), com a colaboração da Província Autônoma de Trento (“Ufficio Emigrazione”), organizou a vinda ao Brasil do renomado chef trentino-italiano Luigi Montibeller.

O chef Luigi possui mais de 50 anos de experiência na culinária italiana, especialmente da região do Trentino-Alto Adige, tendo já ministrado cursos na Itália, no Brasil e em outros países. Foi por muitos anos o cozinheiro chefe do “Ristorante alle Pozze”, na cidade de Roncegno Terme, na Província de Trento.

Após passar por outras cidades de Santa Catarina, o chef chegou a Rio dos Cedros no dia 1º de dezembro (sábado). Aproveitou o dia para conhecer a cidade, especialmente a região dos lagos, acompanhado pelo presidente do Circolo Trentino, Jaime Visentainer. À noite, a partir das 18h, foi realizado o curso, nas dependências da cozinha do pavilhão de alimentação da Festa Trentina.

Aproximadamente 30 pessoas participaram da aula, incluindo algumas autoridades, como o prefeito de Rio dos Cedros, sr. Marildo Felippi, a diretora de Cultura e Turismo da prefeitura, Doralice Panini, e a representante consular (do Consulado Italiano) na região, Norma Da Rui. A apresentação do cozinheiro e uma breve explicação sobre o curso e os pratos escolhidos (o “strangolapreti” e o “zelten”) ficou por conta de Andrey Taffner Fraga, vice presidente do Circolo Trentino di Rio dos Cedros.

O primeiro prato, o “strangolapreti”, apesar de ser pouco conhecido em Rio dos Cedros e região, é bastante popular na Província de Trento. Os ingredientes, por outro lado, podem ser facilmente encontrados na cidade. Assim sendo, os participantes puderam aprender um prato novo, cujo preparo pode ser feito com ingredientes locais.

O segundo prato é um pouco mais sofisticado, mas com um significado muito especial. O “zelten” é um bolo/torta que é preparado exclusivamente durante as festa natalinas (conta-se que o nome do prato é derivado do fato de ele ser feito apenas em um mês do ano – “zelten”, do alemão “selten”, que significa “raramente”). Assim, como se está adentrando no Advento e no tempo do Natal, considerou-se adequado que fosse ensinado o preparo de um doce típico trentino desta época.

Após a demonstração de como preparar cada um dos pratos, os participantes puderam degustar ambas as iguarias trentinas, em um jantar comunitário.

Em Rio dos Cedros, a recepção do chef e a organização do curso ficou sob a responsabilidade do Circolo Trentino. A diretoria agradece a todos que participaram do evento e convida estes a reproduzirem as receitas que aprenderam, para que a culinária da cidade fique ainda mais rica e mais próxima da terra de origem de seus colonizadores.

Fonte: http://www.circolotrentino.com.br/s…/principal/noticias.php…